CLEMILDO BRUNET DE SÁ

CARU E O DRONE

Zé Ronaldo
Por Zé Ronaldo*

(Antes de tudo quero aqui deixar bem claro a minha admiração e amizade por este amigo de nome verdadeiro " Valmir ").
Caru é uma figura que mora na cidade de Pombal no alto sertão paraibano. Caru é conhecido como uma figura caricata e brincalhona o que fica evidente por seu senso de humor inocente. Ele adora o futebol amador de sua cidade, também torce pelo profissional, vende suas flanelinhas de carro em carro, trabalha como guardador de carros em noites de festas num clube da cidade, e

Se serve de consolo, resta o voto antifascista para vereador

João Costa
João Costa*

A nossa democracia, como a vivenciamos, é eleitoral. O voto é universal e secreto, mas o exercício dele é obrigatório, ainda que de relativo valor ou importância. No estado atual, visível de exceção, votar em candidatos a prefeito nestas eleições é avalizar a farsa institucional. Eleger candidatos a vereador que combatam o fascismo que se instaura, talvez nos sirva de consolo.
Impressiona como a arregimentação eleitoral movida pelos partidos ainda possa fazer algum sentido, mesmo como falsidade. E não estamos vivendo uma quadra política para resolver problemas entre o que é verdadeiro e legítimo e o que é falso, mas precisamos entender a natureza do mundo político ao redor, incrivelmente surreal.
Basta lembrar que durante a Ditadura Militar, as eleições municipais não foram suprimidas, à exceção das capitais. Existia como efeito colateral de demanda reprimida de cidadania e

Seca espiritual

Rinaldo Barros
Rinaldo Barros*

Estava eu posto em sossego quando um amigo telefona, comentando sobre a confusão posta nestas eleições municipais; com 35 partidos políticos registrados. Sem dúvida, uma crise da Democracia brasileira.
Compartilho com o leitor minha opinião: acho toda crise uma benção, porque nos indica que temos que abandonar o cadáver de nossas desilusões e trocá-lo pela inquietante lufada de ar do imponderável.
Em verdade, preocupa-me bastante a crise generalizada da ausência (seca) de ideias e

Everaldo Dantas da Nóbrega/Sobre Canoas, a travessia no Rio para a Zona Rural

Por Verneck Abrantes*

Verneck Abrantes

Everaldo Dantas da Nóbrega foi o mais jovem a trabalhar na agência do Banco do Brasil de Pombal. Poeta, escritor (advogado), fez grandes amizades em Pombal que penduram aos dias de hoje e, merecedor, recebeu o título de Cidadão Pombalense.
Na foto (em um momento de carnaval), com as colegas Fátima Dantas, de saudosa memória e

Eleições do bem comum – apenas para candidatos

João Costa
João Costa*

O que significam estas eleições municipais num momento da História em que os canais de pressão popular tornaram-se inúteis e a linha que separa a ilegalidade de tudo que é legal perdeu de há muito a nitidez? Se o principal postulado da política é bem comum, os candidatos falam do bem como se um mantra fosse – desde que comum a eles mesmos e seus partidos.
Os candidatos a prefeito de João Pessoa são mais da mesma coisa, e desconfio que a disputa na maioria dos municípios não seja diferente. O Guia Eleitoral de todos os partidos vende fragrâncias velhas ou novas em embalagens sofisticadas. Trocando os candidatos, basta comparar as campanhas eleitorais e seus guias na TV e rádio em todos os municípios. Principalmente nas capitais e

Patologia Cínica

Genival Torres Dantas*

Depois do desvario petista a única conclusão razoável é que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está possuído por uma patologia cínica, cínica com “c”, pois, estamos bem distantes da China, e possuídos por uma atmosfera carregada de fluídos heréticos com sobressaltos de perversão aniquiladores, quando o placebo nitidamente construído para enganar a ingenuidade humana, leia-se, brasileira, fica atônito com o ar de tenebrosidade imposto pelas ruínas escabrosas que restaram da calamitosa gestão do governo anterior.
Nessa tônica composta de ingredientes malfazejos, pregados pelos vermes seguidores da desgovernação da esquerda malfadada, e

Uma baita esperança!

Rinaldo Barros
Rinaldo Barros*

Esta conversa é um papo reto, diante da proposta de Reforma do Ensino Médio. Tento mostrar que existe uma enorme expectativa em relação ao fato de que cientistas e profissionais da área de Educação possam responder prontamente, de modo competente e eficaz, às inúmeras e diversificadas demandas por métodos, materiais e projetos pedagógicos inovadores.
À importância política e econômica da Educação para o desenvolvimento da sociedade, soma-se ainda um aumento crescente do interesse pela Ciência e Tecnologia (de ponta) produzidas nos distantes laboratórios dos tigres asiáticos, dos Estados Unidos, da União Europeia e

X ARCO DAS CIÊNCIAS DO ESPAÇO EDUCACIONAL " ARCO-ÍRIS" SUPERA ANOS ANTERIORES

Zé Ronaldo
Por José Ronaldo Leite ( Zé Ronaldo )*

No dia 16 do corrente mês e ano de 2016, O Espaço Educacional " Arco-Íris " , situada em Pombal cidade interiorana do sertão da Paraíba realizou com maestria mais uma Feira De Ciências onde professores e alunos promoveram para o público, e pais presentes diversas atividades lúdicas,geográficas,históricas,cientificas,esportivas,literárias e

O homem e Deus

Onaldo Queiroga
Onaldo Queiroga*

Muitos homens vivem sob os efeitos da dúvida, que termina por impedir o alcance da felicidade.
Distante de Deus, o homem caminha pela vida levado quase sempre pela boca dos outros, ou mesmo, pelos testemunhos de outras pessoas. Prefere  as orientações dos outros do que andar com suas próprias pernas. Na fé, duvida até da existência de Deus. É porque sua crença, por muitas vezes diante dos sofrimentos, de situações difíceis, e, acima de tudo por ser essa “fé” guiada por múltiplas emoções, ou, até mesmo, pelo que diz o vizinho, o padre, o pastor e

As tesselas engrandecem a parvoíce nacional – Amém!

João Costa
João Costa*

Para sua consideração - Três sentimentos formam essa convicção messiânica que embala o Brasil: O ódio represado, o fundamentalismo religioso que domina o país, e a parvoíce geral. As elites nativas sabem que a Nação é capaz de aceitar qualquer insulto – a História prova isso.
Ainda que o espetáculo da apresentação da denúncia contra o ex-presidente Lula pelo agora famoso procurador Dallagnol tenha se revestido de pregação raivosa com chavões do tipo “comandante supremo”, a certeza que emerge é a visão de um grande mosaico onde as tesselas se encaixam num plano, não como arte decorativa milenar, mas de assustadora inquisição. Base do xadrez do tipo: as provas não contam, mas a convicção. Nada que um PowerPoint não resolva – já que transparência não serve. As tesselas se encaixam e