CLEMILDO BRUNET DE SÁ

Como atravessar a carvoaria e o terno branco ficar intacto

João Costa
João Costa*
 A Nação foi induzida pela mídia nativa a dar crédito à polícia, ao Ministério Público e aos juízes. Estabeleceram a noção de que é possível atravessar o rio sem se molhar, ou entrar e sair da carvoaria e o terno branco ficar intacto como a alma dos imaculados instalados no Poder da República – ou o que resta dela.
Eis que, surge o juiz federal Marcos Josegrei, responsável pela operação Carne Fraca, dizendo que as “investigações não tiveram como foco a qualidade dos produtos vendidos no Brasil, e sim a apuração de crimes como corrupção”. O magistrado jurou que, “até este momento, não há nenhum indício de que produtos comercializados pelas empresas investigadas possam fazer mal à saúde”. Assim, eles atravessam a carvoaria todos os dias e

TEMPO: A DISCIPLINA DA PRESSA!

Por Gonçalo Pontes Júnior*

Com a virada de século, vive-se uma época onde alguns jargões passaram a ser cada vez mais utilizados e utilizáveis, ou seja, ora estes são utilizados por necessidades e acontecimentos reais, ora por força de tê-los como importante ferramenta de desculpa pelo “não feito” ou pelo “mal feito”.
De todos, em minha opinião, o mais comum é: “não tenho tempo” ou “não dá tempo”.
Veja se isto não ocorre com você, meu caro a leitor (a), ou com as pessoas ao seu redor que, em situações reais passam: não vou conseguir chegar a tempo porque o trânsito do horário não vai permitir, ou mesmo, atrasei na reunião porque o tempo do trânsito me impediu por força de um acidente, ou ainda, não tenho condições de assumir mais este compromisso porque não tenho tempo e

Sedith: Feita de amor e de bons sentimentos...

Teresinha de Jesus Ugulino
Por Teresinha de Jesus Ugulino*

Seu nome é Sedith, perfeita junção dos nomes de seus pais, Severino e Judith, mas, bem que ela poderia se chamar, Generosa, Felicidade, Amanda, Piedade... ela era feita de AMOR, de bons sentimentos e nada mais.
Hospedeira de toda bondade, nos fez hóspedes do seu imenso Amor.
Sua principal missão era acolher a quem era incompreendido, carente, desvalido...
Hospedou tanta gente no grande HOTEL que era seu coração, que hoje, nós, desamparados, choramos a falta desse aconchego e

O QUE PEDRO TEM QUE TELMA NÃO TEM?

Aécio Cândido
Aécio Cândido*

Há milhares de motivos para se votar em alguém. Há a mesma quantidade de razões para não se votar. De todos os motivos possíveis, um será determinante. Ou dois. Dificilmente três. E este tipo de comportamento, digamos epistemológico, é democrático, comanda as decisões eleitorais de intelectuais e de analfabetos.
Há gente que dá preferência a um candidato porque ele é simpático, outro porque é honesto, outro, ainda, porque o acha empreendedor. Ter “bom coração” angaria votos, assim como ser “corajoso”. Inteligente, bem relacionado, inovador, sensível ao ensino e

Lulismo - Sebastianismo redivivo e a vaca louca

João Costa
João Costa*

Como um Dom Sebastião redivivo Lula foi aclamado em Monteiro. Como um Getúlio Vargas, fez caminhada e discurso de soerguimento. Mas nada fará sentido nem razão, se Lula capitular ou morrer diante daqueles que estão tentando e conseguindo destruir conquistas sociais, a soberania nacional; ou se sua arte para a negociação desaguar num grande entendimento nacional e de colaboração de classe.
O Brasil tem dessas realidades paralelas, às vezes fictícias disseminadas pela mídia nativa. O que assistimos ontem, em Monteiro, faz parte da realidade paralela, mas não imaginária que a mídia ignorou ou minimizou.
Emblemática reação política de Lula às margens de um rio no interior do Brasil, repondo a verdade sobre a transposição das águas do Rio São Francisco – o criador e

103 ANOS DE IDADE DE HERMOSA PEREIRA GÓIS SITÔNIO


Por: Evandro da Nóbrega



Dona Hermosa Pereira Góis Sitônio, prestes a completar 103 anos de idade, no maior papo com o degas aqui, isto é, com o escriba que vos tecla — o qual, em compensação, às vésperas de completar 70 anos, tem "coincidentemente" 103 kg de peso. [Clique na foto para ampliá-la]

_____________

OS REPROVADOS DE JANOT

Nonato Nunes
Nonato Nunes*

Em primeiro lugar é preciso dizer que aquela não é uma lista de compras ou de “aprovados” em algum concurso público...
Mas é essa a impressão que tentam passar à opinião pública brasileira todos os “reprovados de Janot” quando, por entre sorrisos amarelos e

"OU RESTAURE A MORALIDADE OU NOS LOCUPLETEMOS TODOS"

Ignácio Tavares
Ignácio Tavares*

Esta frase é atribuída a três ícones do humorismo politico brasileiro tais como Barão de Itararé( Aparecido Fernando Torelly), Stanislaw Ponte Preta (Sergio Porto) e a Millor Fernandes. A maioria dos humoristas atuais acredita que o verdadeiro autor seja mesmo o Barão de Itararé.
Isso mesmo, estamos a viver um momento histórico e

O Ano Que Não Devia Terminar

Nonato Guedes
Nonato Guedes*

É assim, com esse subtítulo, que Joaquim Ferreira dos Santos refere-se a 1958, o ano em que nasci. Mais precisamente a 14 de março, o que me faz assinalar, hoje, 59 anos. Nunca o brasileiro foi tão feliz como em 58. Tudo deu certo - da conquista da Copa do Mundo na Suécia ao lançamento do primeiro disco da bossa-nova.
Brasília mostrava as colunas do Alvorada nas páginas da Manchete. Havia tanta democracia e